quarta-feira, 11 de novembro de 2009

MUNDIAL noticias fresquinhas!

Estamos no meio da prova à espera de algumas equipes para que consigamos seguir adiante, mais aqui da frente, da secção 4, acabo de voltar do hospital e tomei anti inflamatório na veia. Mas vamos começar tudo do começo;
A largada do segundo dia de prova foi na frente de um castelo medieval. Largamos de trekking e passamos por várias cidadezinhas lindas, com casinhas todas de pedras e mini corredores e muito desnível.
Aqui o formato da corrida é completamente diferente do que estamos acostumados; a prova tem os PC e os PCs Bônus. Ganha a equipe que pegar o maior número de PC. E nenhum Pc é obrigatório. A prova é dividida em 5 secções, com várias modalidades essas tem horário de abertura e de encerramento. Muita matemática e estratégia para as equipes de trás. Pois as da frente buscam e disputam Pc porPc.
Hoje eu entendi o “prova dura” da organização, nada é plano por aqui os Pcs sempre estão em cima ou em baixo. No trekking optamos por deixar um Pc de fora porque se fossemos faze-lo teríamos que levar nossos neoprenes durante todo o percurso. As estratégias foram as mais diferentes possíveis teve muita equipe que buscou só um pc e seguiu para a Bike. Demoramos 10 horas para cobrir o trecho de 40km de trekking, eu não via a hora de chegar na transição; “Estamos andando à horas...” Já estava escuro e quando chegamos..., tivemos a primeira surpresa da prova; os meninos nossos apoios não tinham deixado a minha sapatilha na bike. Fiquei mal por alguns segundos, depois de ouvir um “Luli não tem o que fazer!” e realmente não tinha o que fazer era sair e ir pedalando os 100km de tênis.
Resumindo (vou ter que diminuir o tamanho da história porque temos que arrumar nossas coisas para continuar na prova) No final dos 100km de pedal sem sapatilha com uma noite muito sofrida de frio e vento que pegamos na serra, a gancheira da bike do Rafa quebrou, terminamos o trecho de 17 horas (!!!) carregando a bike. Saímos para um trecho de 21km de trekking com subidas de duas montanhas com um desnível insano, nesse invertemos; o Antonio jogou fora o tênis dele no final do primeiro trecho de trekking pois achava que iríamos encontrar com o apoio depois da bike, mas e era depois do trekking... ou seja o espanhol fez 21km com uma sapatilha de bike muito dura, e sem reclamar com o bom humor e alto astral de sempre. Aprendemos uma lição a todo momento estar ao lado dele. Contabilizando; Bike sem sapatilha, trekking de sapatilha, gancheira quebrada...”O que mais podia acontecer?!”
Chegamos na transição depois do trekking depois de quase 10hs na modalidade, já chegamos a noite, aproveitamos para a primeira dormida longa da prova (na primeira noite dormimos apenas 30min) Depois de 2hs de sono acordei e ao levantar, imediatamente caí, meu pé direito não se apóia no chão, senti uma dor muito forte. E toda vez que tocava o pé no chão doía mais. Depois de uma hora conversando se iríamos seguir ou não fui até o hospital, o medico de lá pouco me disse e me deu um antiinflamatório na veia para que pudesse seguir sem dor. E com essa história e demora não passaríamos o corte, a organização jogou a gente mais para a frente na prova, com mais algumas equipes que também entraram no corte. Vamos pular a terceira secção e entrar no meio quarta. Agora entramos num remo de 40km, seguido de uma bike e um trekking. A medica da organização avalia que a dor do meu pé deve ter se dado devido às 17 hs “se equilibrando” de tênis em cima de um clip na bike e disse que posso seguir, claro, avaliando até que ponto vale a pena. Vamos com fé!

11 comentários:

SSimoes disse...

Luli, na corrida assim como na vida, sempre temos que ver as coisas com bom humor.
Isso eu admiro em vc, então ria, faça uma piada, de uma dançadinha grite UHUUU e soca la botita!!!

Continuamos na torcida!!!

Bjs,
Sandrita

Anônimo disse...

Na torcida aqui Luli!
força...
"Pink Team"

bj
Fran

Rafael Niro disse...

LuLu, vc sempre foi muito guerreira e como a Sandra disse, sempre encarou os problemas com muita irreverencia e bom humor. Continue com esse astral que tudo vai dar certo. É prova de grente grande e voces nao estao ai a toa, mas problemas surgem e serao superados, exatamente como estao fazendo. Força, garra e alegria sempre. Mas como vc me conhece, vou deixar aquele recado de mae: se cuida, pense bem antes de seguir na prova se a lesao for muito grande, lembre do Marcao no Camp que ate hj com o pe zuado. Vc vai saber o que fazer.
equipe, tomem conta desse equipamento obrigatorio hein? e Funga ve se canta pra dar energia pra essa galera.

Lilian disse...

Faaaala guerreira,

Teu corpo está gritando pra vc reduzir, mas finge que não escuta. Canta que ele para de falar. Aquece que melhora.
Vc é guerreira e vai saber superar isso.
Meninos, cantem juntos o mais alto possível!!!
Estamos na torcida e rezando pra vc melhorar.
bjão

Martinha disse...

Luli...
Vim desejar muita força a vocês, estou aqui na torcida acompanhando tudo!!!
Se cuida e segue o seu instinto, que isso nós mulheres temos de sobra!
Bjos e boa sorte...

Martinha

Paula Cury disse...

Lulitasssssss,

imprevistos, desafios, superação...disso vc entende!!!
Vai que vai!!! Tô mandando muitas energias para todos vcs!
Se cuida.
Love u
Paulinha

Malavolta disse...

Força Cor de Rosa!!!!!
Vá até onde der e se der a chegada!!!
Vc é guerreira, FORÇA!!!!
Conversa com ELE.
Parabéns Rafa chorei ao ver seu vídeo, feito com muito carinho, parabéns mesmo.
Força Brasucas!!!

Márcio Augusto de Oliveira disse...

Luli,
infelizmente a DOR é um equipamento obrigatório que todo corredor de aventura leva para a prova.
Você é guerreira e todos sabemos da sua determinação. Tenha calma, avalie o que o seu corpo diz e com certeza vc tomará a decisão correta.
Estamos na torcida e rezando por vc.

Márcio

Mae Cox disse...

Mae e mae..... choreiiiiiii mais rezei e ri muito porque sei que tu vai levanta , sacudi a poeira, ri, gargalha pra num chora.... da a volta por cima !!!Luluzinha lembra que tem caminha pra dedinho e depois do pezinho dormir na caminha vai ficar novinho...e ..... improvistos a gente tem que tirar de letra ....
to na torcida ...se cuida,,,,
Mae Cox

Christian Guariglia disse...

Força galera!!!

A prova é muito dura, mas vcs estão mandando muito bem.

Continuamos na torcida, e segue a tática da Lilian, porque de dor ela entende e a chuta para longe. rsrsrsrs

Bjs.

floretrapo disse...

Manaaaaaaa, penso em vcs todos os momentos.
Presta atenção: Todos já deram a dica, vc é uma baita guerreira, ouça seu corpo e seu coração, vai até onde pode, não ultrapasse seu limite, chora que funciona, de risada que é demais e só de estar ai vcs já são campeões pois não é para qualquer um.

Um beijão e fica com os ANJOS.
Dri