segunda-feira, 8 de março de 2010

EXTREME HIDALGO relato da prova!

Chegado o grande dia; sábado Extreme Hidalgo. Lá estávamos Antonio de la Rosa e eu no pórtico de largada para os 47km de bike, 5 de corrida e 3 de remo, sem navegação, o percurso era marcado.
A minha maior preocupação era equilibrar meu ritmo com o do Antonio. A colocação era o de menos desde que a dupla estivesse alinhada. Carregava comigo o peso de ter sido “importada” para o México e de não decepcionar meu amigo.
A largada era de bike numa estrada de terra aberta, e logo nos primeiros metros percorridos percebi que a minha preocupação tinha fundamento; o De la Rosa saiu feito um tiro e eu lutava para tentar acompanhar, sentia faltar ar, estávamos a 2500 de altitude e isso era apenas o começo.
Várias equipes nos passaram, eu preocupadíssima em ver se tinham duplas mistas no meio. Íamos brigando com um casal numa tandem. Inacreditável o que a dupla pedalava! Depois dos primeiros 10km a estrada transformava se em trilha, dai sim a prova ficou técnica, e bota técnica nisso! Muitos trechos impedaláveis e em algumas subidas o Antonio voltava para pegar a minha bike e me ajudar.
O dia começou a esquentar, aquele calor seco diferente do que estamos acostumados, eu jogando água na cabeça e rezando para todas as forças do universo me ajudarem. Depois de 20 km de prova chegamos na tirolesa, enquanto o meu companheiro se dirigia às cordas eu aproveitava para comer, beber e me molhar mais um pouco.
A organização tentava nos animar; vocês estão em quarto na mista atrás da tandem. Um minuto, foi a diferença que marcou o meu relógio. “Vamos Antonio! que agora vem um single track e a gente pega os caras.” Não me lembro de ter feito um single tão técnico em nenhuma prova de mountain bike assim. Trilha estreita, cheia de pedras, e ooops caí! Quando olho para trás vejo meu pneu parecendo um porco espinho! Eu tinha caído em cima de um cactus, sim estou no México!! Santo tubeless que me tirou de mais essa! Continuamos com a descida que cada minuto mais testava nossas habilidades de pilotagem. Nessa hora eu estava muito feliz! Além de ser o que eu mais amo na bike finalmente a equipe estava num ritmo equilibrado. No km 30 e poucos saímos para uma corrida, e assim seguimos até chegar no caiaque. O Antonio fala "A tandem deve ter se perdido porque impossível terem descido essa trilha e nós não os termos alcançado." Pois é e se desceram merecem estar na frente porque vai pedalar assim lá nas....(olimpíadas! Depois fui descobrir que o piloto da tandem já havia competido de mountain bike pelo México)
Entramos no remo que era muito curto, tínhamos que bater nas margens atrás das bóias. As condições da embarcação, vento e água batida não ajudavam a maioria dos competidores, já ao nosso herói Antonio, tudo aquilo parecia ajudar e com um pequeno apoio da minha parte passamos várias equipes inclusive nossos rivais, nos últimos 100mts de água. Voltamos fortes no trecho final de corrida até as nossas bikes. E logo quando saímos vimos que a dupla estava alguns segundos atrás da gente! Meu Deus, como Ele foi convocado!
A gana de querer garantir o terceiro lugar me fez ficar forte, e saí pedalando feito uma louca, olhava para trás nem via o Antonio, que à essas alturas estava lutando contra suas cãibras.
Foram 10 km finais no sufoco, e quando estávamos à uns 500 mts da chegada o espanhol fala “Eles estão logo aí!” Pedalamos um sprint final como se nossas vidas estivessem em jogo. Passamos o pórtico, eu estava quase desmaiando, e com pouquíssimos segundos atrás; a tandem. Na chegada tocava “I believe I can fly, I believe I can touch the sky...”
A organização do evento realmente me surpreendeu; uma festa de encerramento para 50mil pessoas, show com os aviões acrobáticos da Red Bull, apresentação e o duelo dos Bboys (o nossso compatriota Pelezinho ganhou!!) bikers com bike trial e flat land e show de cantores mexicanos. O podium foi incrível! Receber o premio das mãos do governador na frente dessa interminável multidão ficou fácil de se acreditar; podemos voar!
Obrigada ao meu queridíssimo amigo Antonio de la Rosa pelo convite, à toda organização da prova pelo tratamento vip, aos meus queridos apoiadores Kailash, Neaf e Ciclocaravelle e à todos meus amigos que não cansam de incentivar!

7 comentários:

Anônimo disse...

ae parabéns, pelo jeito a brincadeira foi muito punk...rsrsrs

oítimo.
Beijos

Malavolta disse...

Muito bom!!!

Ma disse...

Parabens Parabens !!!
bjs bjs
Ma

Bruno disse...

Sensacional, parabens tranqueira. Agora que esta de volta ,se prepara para o fumo !!!

floretrapo disse...

Mana, sem palavras.
Vc é muito forte.

bj
dri

Anônimo disse...

BOA TIME!!!
Vc me deve uma!!!!!!!
Mostra pra essses caras como eh q se faz!!!!!
Se vc virar profissional,coisa q eu ja acho q vc eh, nao vai poder cobrar pra correr comigo!!!!!
Pra cima deles!!!!!!!
Bjs

Tom disse...

Santo tubeless!!! Se estive "desprevinida", já éra....Tinham uns 15 espinhos cravados no pneu..."ratuera" montada e revisada. Beijo.
Parabéns por mais essa mano!!!