sábado, 18 de dezembro de 2010

All you ever wanted to know about MTN BIKE STAGE RACES

“Mais dura e técnica que a Cape Epic. Mais animada e bonita que a Transrockies.”
É assim que começa o texto sobre a Claro Brasil Ride na Go Outside desse mês.
Durante a prova na Bahia, a Dri e eu fomos indagadas uma série de vezes sobre uma prova em relação à outra.
Algumas respostas a gente tinha na ponta da língua, outras nem se parássemos para pensar saberíamos responder ao certo.
A afirmação da matéria, pode sim ser verdade para uns, mas dificilmente será uma unanimidade.

O mundo da comparação, ao meu ver, é um pouco mais complexo.
De que forma passar a experiência sem influenciar com a resposta a analise do interessado?
Eu gosto de técnica, e se a pessoa gostar de estradão?
Como comparar o Cape Epic de 2008 com o Cape Epic 2010? É a mesma prova, mas que teve uma variação enorme em percurso e técnica de uma edição para outra.
O numero de verdades é igual ao numero de pontos de vista. Cada um tem o seu.
Depois de um longo inverno, e debater isso com o João Marinho, que tem mais de 10 provas em estágio no currículo, chegamos ao nosso veredicto.

Criamos uma planilha que avalia as competições em inúmeros quesitos.
Sendo 5 a melhor nota e 1 a pior.
Serão várias postagens e as “reviews” cada vez serão de um crítico diferente.
Claro que a estréia no blog tinha que ser do Portuga!
Divirtam-se com as respostas!

3 comentários:

Alberto disse...

Muito interessante o teu Blog Luci. É realmente bom ver as histórias em nome proprio e ficar a saber destas provas fabulosas.
Parabéns e muita sorte na tua carreira.

Alberto disse...

.... e a cor Rosa, fica-te muito bem!

Luli Cox disse...

Muito obrigada Alberto!
:)