terça-feira, 17 de janeiro de 2012

DESAFIO DO PATETA relato!


DESAFIO DO PATETA
Quando eu decidi correr o desafio do Pateta (meia maratona seguida de uma maratona no dia seguinte) eu sabia que teria um tempo para treinar focado, mas minha programação mudou um pouco no final do percurso e eu não fui absolutamente fiel a minha planilha. Esse fator me deixou mais ansiosa na véspera da competição, porque sabia que o problema provavelmente não seria não terminar a prova, muito pelo contrário; terminar poderia virar um problema.


ESTRATÉGIA (não seguida)
A estratégia era correr a meia maratona num ritmo de treino e não forçar.
“Certo!”
Vai dizer isso para qualquer pessoa na linha de largada com mais 25 mil pessoas e incentivo caloroso do Mickey e Donald a todos os brasileiros da prova (a porcentagem de brasileiros que corre a maratona da Disney é estonteante.)


OS PRIMEIROS 21 km
Larguei pilhada no sábado e assim consegui seguir os 21 km na terra do rato, fechei a prova num tempo de 1h’46’47, empate técnico com meu tempo do ano passado (1h’46’37’) com um pequeno detalhe que não eram apenas 10 segundos que me distanciavam de 2011, e sim 42 km.
Queimei a largada! Sem saber o preço que pagaria no dia seguinte.


OS SEGUINTES 21 km
Tudo doía na largada da maratona no domingo.
Eu larguei no corral B, o João meu namorado, que resolveu que correria a primeira maratona de sua vida 1 mês antes, largaria no corral E. Combinamos que cada um faria a sua prova. Nós não sabíamos o que ia acontecer e numa situação normal os nossos ritmos já eram muito diferentes.
Até que meu ritmo estava bom, um pouco mais lento do que a véspera, mas fazia as contas que se mantivesse a passada conseguiria fechar a maratona abaixo das quatro horas.
A caminho da Disney percebi que o meu ritmo estava caindo, minhas pernas já não respondiam mais aos comandos do cérebro.
“Ok, não vai ser ruim se fechar com 4h’10’!”


DISNEY
Tudo parece minimamente planejado no mágico mundo de Walt Disney até o sol está programado para nascer na entrada da Disney World. Entrar correndo no parque ao som de musicas épicas misturadas com gritos incessantes de uma torcida eufórica arrepia.
“Finishing is winning!”_ dizia um cartaz.
Meu cansaço aflorava minha emoção. Fechei os olhos e por um instante tentei transformar aquela energia toda em forças para seguir.


Pouco depois do Castelo da Cinderela e pouco antes da metade do percurso o João passa por mim; saltitante e feliz e num ritmo de botar inveja em muitos corredores de longa data. Corremos por pouco tempo juntos:
“João siga! Eu estou quebrada!”
Logo mais a frente encontrei ele novamente me esperando com o Mickey e a Minnie para uma foto.


OS PERSONAGENS
Minha melhor desculpa para parar! Depois que quebrei todo e qualquer personagem que encontrava pelo caminho era um ótimo motivo para uma foto. E assim foi; parei para tirar foto com todas celebridades que cruzei.


O QUE ESTOU FAZENDO AQUI?
“Quando tive a maldita idéia de me inscrever para esse desafio?”
O sofrimento da metade da prova em diante começou a pegar pesado e não demorou muito para os célebres pensamentos das longas provas de aventura se manifestarem.
Maldita hora que eu me inscrevi nesse desafio!


OS DEZ QUILOMETROS FINAIS
Corri com a cabeça. Provavelmente se tivesse treinado mais, sofreria menos.
A recuperação seria mais branda, mas como diria minha avó: “Quem não tem cabeça paga com o corpo”.


A CHEGADA
A caminho da chegada já estava com um bolo na garganta e vontade de chorar. Tudo me emocionava, os incentivos, o cenário, a torcida dos mais atentos “Go Luciana!” que viam meu nome no dorsal personalizado, as musicas no Epcot, o dia ensolarado.
O João na linha de chegada potencializou tudo!
Fechei a prova com 4h 33’ porque “Finishing is winning” certo?
Pronto! O sofrimento transformava se não só numa medalha do Mickey, mas também numa linda medalha pesada e dourada do Pateta.


Obrigada New Balance e Suunto, meus fiéis apoiadores.
Caco, meu treinador que sempre assina embaixo de todas as loucuras e Mó meu fisioterapeuta que me cura delas.
Thank you! Principalmente João por correr uma maratona com menos de um mês de treino (leia o relato do portuga aqui) só para me acompanhar ou me esperar (e muito!)

Que 2012 tenha essa intensidade!

7 comentários:

ciro violin disse...

Muito bom Luli, parabéns. Ano que vem tem mais.

Mickey disse...

Foram dois dias repletos de emoções! Quase acabaste como o pateta, com 4 patinhas no chão :) Venha a próxima!

João Marinho disse...

Adorei fazer parte deste desafio, aliás, destes e outros que foram ultrapassados muito por tua ''culpa''. As tuas ideias são muito tentadores aqui para o Portuga!

Cristina Gushiken disse...

Luli !! Nunca me canso de lhe dizer o quanto suas aventuras são inspiradoras para todos que seguem esse seu blog :-). Sempre tão divertidas... mesmo quando são sofridas rsrsrs. Parabéns !!! Beijão, Cris.

Anônimo disse...

Hey there ѕupeгb blοg! Does running
a blog liκe this rеquiгe a gгeat deal of woгκ?

I've virtually no expertise in coding but I had been hoping to start my own blog in the near future. Anyhow, if you have any ideas or techniques for new blog owners please share. I know this is off subject nevertheless I simply had to ask. Thanks!

My web blog ... jump higher

Anônimo disse...

I ԁo not know whethег it's just me or if perhaps everybody else experiencing problems with your website. It appears as if some of the written text in your posts are running off the screen. Can somebody else please comment and let me know if this is happening to them too? This might be a problem with my browser because I've had this
hapрen bеfore. Thank yοu

Feel free tο surf to my web-ѕite; click through the following page

Anônimo disse...

Hеllο, i think that i ѕaw уou visited my site thus i came to “return the favor”.
I'm trying to find things to enhance my web site!I suppose its ok to use a few of your ideas!!

Feel free to surf to my site: how to get bigger boobs naturally