quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Joie de Vivre e a previsão Maia!

"Joie de Vivre - locução substantiva estado de espírito esfuziante, euforia ou alegria de viver."


2012 chega ao fim incrementado pelo calendário Maia. Nesse ano, diferentemente dos anteriores, ao invés de elaborar novos planos ou fazer promessas futuras resolvi olhar para trás e relembrar o caminho trilhado.

Assim me deparei com a expressão de difícil tradução e fui buscar no passado momentos que me senti de alma cheia, viva. Não estou falando apenas de momentos felizes, porque momentos felizes não tem fim; é fácil lembrar de muitos pórticos de chegada ou largada, fácil lembrar o dia que entrei na faculdade, quando ganhamos um cachorro ou fui morar sozinha. Não é isso.

Joie de vivre é um flash, um susto, uma estrela cadente.
Por mais rápido que seja, sua força  intensifica a experiência presente e eterniza a vivência.

Voltando de uma boate em Campinas sofri um acidente com mais quatro amigas. Depois que o carro parou de rodopiar, lembro de ter me afastado caminhando, procurando o silêncio. Sob um céu lindamente estrelado, olhar para cima e sentir: "Estamos vivas! Estamos vivas!"
Ok, você não precisa esbarrar com a morte para sentir se vivo, mas talvez isso seja inevitável.

As memórias cristalinas de vivências joie de vivre não param por ai. Não consigo me esquecer de uma noite competindo uma prova de aventura num trecho de trekking. A noite (novamente) estupidamente tão estrelada que o contorno das montanhas a nossa volta se fazia ver, tomada pela sensação presente: Flash!

Voltando a noite de um casamento em Paraty remando no mar, sozinha, me afastando do barulho e das luzes, me doando a desconhecida escuridão acompanhada de um silêncio tranquilizante; brilho dos plânctons e o som de cada remada. Flash!

Alguns segundos em que a alma transborda, por um instante a sensação de estar vivo toma conta de tudo.Um grito silencioso. Euforia interna.

Que venha o fim do mundo! Flash!

2 comentários:

João Marinho disse...

"Enquanto estiver vivo, sinta-se vivo.
Se sentir saudades do que fazia, volte a fazê-lo.
Não viva de fotografias amareladas...
Continue, quando todos esperam que desistas.
Não deixe que enferruje o ferro que existe em você.
Faça com que em vez de pena, tenham respeito por você.
Quando não conseguir correr através dos anos, trote.
Quando não conseguir trotar, caminhe.
Quando não conseguir caminhar, use uma bengala.


Mas nunca se detenha."

Toninho disse...

Show Luli e Joao, muito oportuno e inspirador e que essas palavras abaram nossos olhos e corações para que esses momentos aconteçam cada vez mais frequentes em nossas vidas!!
Que venha 2013 com muitos Flashes para todos nos !!
Bjs e abs