quarta-feira, 6 de novembro de 2013

"Caco quebra o recorde da bolinha...

...e acaba com a brincadeira. Será?"

(O texto relata apenas uma pequena parte e impressões da história que tive acesso, os coadjuvantes são muitos e todos são parte dessa conquista.)

_ "Acompanhei os últimos 160 k." _ Diogo Rehder
Realmente Caco Fonseca levou o nível da brincadeira para outra galáxia, os "últimos" cento e sessenta foram parte dos 512 quilômetros pedalados em uma rotatória de 500 metros.

"Quinhentos e doze?"
"Sim foram 512" _ completa Filipe Xavier, um dos fiéis seguidores que acompanhou Caco em mais algumas voltas "Quando ele trocou a bateria do meu GPS, ele esqueceu de pegar de volta no apoio e rodou 12 quilômetros sem, como ele queria o registro dos 500 no GPS, rodou esse tiquinho de quilômetros de novo."

O feito durou dezoito horas, começou as seis da manhã e foi até a meia noite e vinte. Um dia da semana que tirou muitos da rotina:

"Fui as 11 da manhã, o Duda Bley e mais algumas pessoas que não conheço estavam rodando com o Caco, ele estava bem tranquilo. Um friozinho bom para quem está em atividade. Fiquei por lá até a hora do almoço, as pessoas foram indo embora mas logo chegou a Fernanda com os alimentos, suplementos e todos os que tais que grandes atletas precisam." _  Fatima, não pedala, mas juntou se à festa e a turma de amigos que estava decidida a contribuir de alguma maneira às voltinhas do líder, depois de seu almoço ainda voltou para um segundo turno na bolinha:

"A pink girl Dri estava lá, junto dela um grupo de outros ciclistas alguns seguiam na frente pra quebrar o vento que estava bem impertinente. A tarde o Mário, pai da Bia pedalou 96 voltas só foi parado por um prego! A noite chegou e tive que ir embora de novo."

Caco uniu amigos e gerações: " Meu pai foi umas 15 h com o André pedalar com o Caco, ele se empolgou e resolveu bater o recorde da categoria dele (60 - 65) pedalou 48 quilômetros. Eu pedalei uns 30 km as dez da noite, com uma chuvinha chata! Não consegui ir mais cedo e como achei que ele já teria acabado, fui para a USP de pijama! Surpresa! Ainda faltavam muitos quilômetros, então coloquei um tênis e me juntei. Foi muito legal, nunca passou tão rápido o tempo girando na bolinha. Duro foi acompanhar o ritmo deles de mountain bike e tênis." _ Bia Granziera.

Caco, treinador da Selva aventura vive longe dos holofotes, atrás de planilhas de treinos e de seus alunos.
Tem paixão pelo que faz e nos torna apaixonados pelo que somos capazes de fazer.
Parabéns Caco, você nos enche de orgulho!

Veja a matéria que saiu no globo esporte aqui

6 comentários:

FRINXAS disse...

512KM ÁS VOLTAS NUMA ROTUNDA??????????????????????????????????????????

Foram mais de mil voltas há rotunda!!!!

UAU!

Esse Caco está bem da cabeça?? :D

Azelha P disse...

É muita preparação psicológica!

Felipe Kawasaki disse...

Estava ontem rodando na bolinha e não estava entendendo absolutamente nada!!

Depois ví a reportagem no Globo esporte, achei simplesmente animal!!

Parabéns ao Caco Fonseca e a todos que estiveram lá para dar uma força, se eu soubesse que era isso...seria mais um para dar o incentivo!!

Toninho disse...

Eh por isso que ele eh nosso mestre, alem de ter enorme conhecimento técnico, eh um monstro quando esta em atividade sem perder a simplicidade de um verdadeiro campeão!!
Orgulho Caco !!

ASG disse...

É preciso uma grande força mental! Parabéns ao coach ;-)

ASG disse...

É preciso uma grande força mental! Parabéns ao coach ;-)