sábado, 31 de maio de 2014

KITESURF no Deserto do SAARA!


No projeto #365 o kitesurf foi apadrinhado por Rodrigo e Pati, um casal amigo que mora na Suíça que me batizou com o novo esporte em 2013.

Quase um ano se passou e a dupla planejando férias convidou para juntar me na kite trip com destino à Marrocos. O destino exótico era Dakhla onde o mar encontra o deserto.
A viagem de ida foi uma aventura a parte; logo na saída de São Paulo o destino já dá ares da graça. No vôo da Marroco Airlines a música é árabe, os passageiros de turbante assustam um pouco, o café da manhã foi servido após a decolagem (que foi a uma da manhã) e o almoço  foi servido as nove da matina ótimo jeito de entrar no fuso horário de quatro horas a mais.

Chegando à Casablanca resolveram fazer uma revista aos passageiros. Eu bem pisei em solo marroquino já estava atrasada para a conexão e a polícia aumentando minha ansiedade. Correndo e quase chorando com medo de ficar em terras árabes sozinha tropecei em Rodrigo e Pati, prontos para embarcarmos juntos para Dakhla. Encontro feliz!

O voo para a pequena cidade era 50% de kitesurfistas. Pudera! O destino é na parte oeste do Saara, areia, vento e mar. Nada mais! Obviamente minha mala não foi tão rápida na troca de aviões e acabou ficando para trás, e eu não estava no melhor pais para ficar pelada, mas vamos ao destino.




Dahkla Attitude, pequenos quartos simplesinhos e típicos no meio do nada. Sim! Não estamos mais em Dakhla, agora no meio do deserto à 35 km da cidade.
Um acampamento de atletas de todas as idades dos 20 aos 70, inúmeras nacionalidades, mas apenas uma tribo; velejadores! Nessa galera parece não existir idade, todos se vestem da mesma maneira; com roupas coloridas e descontraídas, quando não estão na água estão de alguma forma curtindo; no bar ou lounge tomando um vinhozinho, jogando ping pong, fazendo palavras cruzadas ou trocando experiências do dia de vento.



Por falar em vento...
Não para de soprar noite e dia sem parar!
Tudo muito bem esquematizado e organizado no mundo do kite e do wind (tem windsurf também apesar de bem menos popular) Áreas para a prática delimitadas por bóias, ótimos instrutores, ótimo equipamento para alugar, cuidado nas sinalizações; bandeira Azul hasteada - barco de resgate na água e ótimas condições de velejo, bandeira amarela - condições mais perigosas mas barco na água, bandeira vermelha...acho que vocês já entenderam não é?!



Dos cinco dias, quatro foram de condições perfeitas, nos dois primeiros eu fiz aula até que meu professor Kamal disse que eu estava pronta para voar solo com supervisão dos meus padrinhos. Aí a brincadeira ficou mais divertida.



Ventava tanto que Ro e a Pati tiveram que usar outro kite porque o deles era demasiado grande. Nem a bandeira amarela nos impediu de entrar na água e revezando o mesmo equipamento eu descia a favor do vento e eles subiam. Claro que as vezes eu perdia a prancha e bagunçava o esquema, mas era só por o kite na água que logo o barquinho de resgate ia atrás dela. A nossa equipe "Alfayed" tava engajadissima no esquema! Um fazia a troca o outro segurava a prancha e o outro controlava o kite, pronto! Troca feita!
O vento variava nos 28 nós nos dias de bandeira azul e chegou a 35 no dia forte, usamos kite 7 e até um 5!



A tarde do dia de bandeira amarela resolvemos ficar fora do risco e trocamos o kitesurf por uma hora de cable park brincando com wakeboard até conseguirmos saltar uma rampa no meio do tanque de água! Divertidissimo!
Os seis dias de Marrocos foram ricos de experiências novas e vivências. Tanto, que alteraram a percepção de tempo!

Manhãs ensolaradas, vento constante, noites estreladas, infinito de areia (inclusive um mini deserto particular de areia na minha cama) tardes com pipoca, noites com sopa, água cristalina, gente bonita, energia boa e kite, muitooooo kite!

Obrigada Pati e Ro, padrinhos do esporte, por me convidarem e me acolherem tão bem!  Bora seguir com a nossa desautomatização por aí; Que venham mais aventuras incríveis!



4 comentários:

Anônimo disse...

Pipoca ?! PIPOCA ???!!!

Anônimo disse...

Isch guet!!!! Lindo relato ! Férias maravilhosas , energia boa, sol, mar e muitas risadas.... O negócio é desautomatizar!!! Bjokas companheira
Pat Alfaia

Adriana Dalman Boccia disse...

Que demais.
Só de ler eu imagino a diversão que foi.

Adoreiiii o relato, parabéns a esse trio mais que gente boa.

Beijo

Viagens marrocos disse...

"Olá! Adorei o seu blog e vou partilhar com meus amigos e clientes. Super interessante, super focado e uma visão diferentes sobre viagens.
Como sei que gosta muito de viagens e ajudar gostaria de aproveitar para o convidar a conhecer o site do meu projecto em Marrocos (http://www.viagens-em-marrocos.com) e quem sabe ainda viajamos juntos.
Obrigado.
Omar"