domingo, 27 de novembro de 2011

MTB 12 Horas Piedade

Minha turma querida e animada de mountain bike já estava reunida em peso para a prova de 12 hs em Piedade. A equipe Flower People inscrita há tempos e quem estava à frente de todo esquema era a Dri que iria disputar em quarteto com Alfredo, Cássio e Marcio.


Eu tinha um sábado de trabalho pela frente e já tinha concretizado que não iria conseguir conciliar trabalho com a prova, estava morrendo de vontade de ir porque nossa turma estaria completa, e os que não iriam pedalar iriam comandar a torcida e o animado churrasco com direito a bolo e parabéns para Deka.
...

Na véspera me liga o Djalma:
“Luli, vamos correr o 12 hs?”
“Esquece Djalma tenho que trabalhar.”
Sinal para eu mudar toda a minha programação e dar um jeito de acelerar o trabalho para fazer parte da equipe Los Amigos com Rafa Campos, Xuxa e Djalma.
...

A largada ao meio dia deveria ser feita pela mulher da equipe e como eu só consegui chegar ao circuito às três da tarde, ou seja, na largada já fomos penalizados e os meninos só puderam partir uma hora depois da largada oficial.


Para gente a corrida foi de recuperação. Rafa e Xuxa faziam o que podiam enquanto Djalma e eu não chegávamos. As 3 da tarde a estratégia mudou, a equipe estava completa:

“Uma volta cada um!”


O percurso era curto, 5k bem dosados com subidas, singletracks, alguns trechos técnicos, pontes estreitinhas e descidas divertidas.

foto Carlos Batista

Entrei no circuito com tudo e junto comigo a chuva, tão intensa quanto a minha vontade. Na primeira volta meus pneus estavam muito calibrados e ao passar por uma das pontes molhadas levei um capote forte, nem deu tempo de querer levantar para pegar a bike, a sapatilha já deslizou na madeira e em poucos segundos fui para o chão duas vezes. Melhor tomar cuidado.

foto Carlos Batista

Cada um fazia uma volta, assim seguiu a estratégia da equipe até o final da prova.

Na minha primeira volta a noite, conseguimos adaptar os horários das equipes e com um pouco de espera a Dri e eu entramos juntas para a volta. Ufa! Agora sim equipe correndo junta!
Conseguimos enfrentar o lamaçal e dar risada da situação.

A segunda metade da prova foi dos corredores de aventura; empurrar a bike, encarar um circuito que não dá para pedalar com bom humor é a escola da aventura! E um perrengue nas doses homeopáticas que ele vinha (descansando pouco mais de uma hora e pedalando meia) ficava muito fácil encarar a brincadeira.

Guerreiros nesse tipo de prova são os que competem na categoria solo, que encaram o desafio de pedalar num circuito por 12 horas seguidas.

Nossa equipe seguiu bem humorada até o final, o Rafa Campos não quis dividir muito o perrengue e entrou para fechar o circuito dando voltas seguidas. Nossa equipe saiu de décimo na categoria e conseguiu fechar a prova em quinto, nada mal!


Tenho muito que agradecer: Djalma, Rafa e Xuxa obrigada pelo convite. Foi um prazer competir com vocês. Obrigada por me aceitarem num pacote que já incluía penalização e não se importarem com isso!

Dri, minha eterna irmã, por me aceitar traíra e competindo em outra equipe. Você sabe que eu só queria era pedalar junto com você!

A toda turma animada que bombou a barraca: Cassio, Deka, Alfredo, Bianca, Raquel, Marcelinho, Mura, Marcio, Dri, Marcio, Elenita, Toninho, Aninha, Alex, Tom, Lucas, Helvio Boquita, Le, Saad....Esqueci de alguém?

A vida tem mais graça com vocês por perto! Love the ride!

(...enquanto isso no mesmo final de semana em Portugal.)

2 comentários:

João Marinho disse...

Isto dos blogs é muito legal :)
Parabéns pela prova! Adorei ler! As nossas turmas são muito legais!

Anônimo disse...

luli e driels obrigada por deixar nossa vida sempre ma cor de rosa.... Amo bj